Categorias
Contas

5 dicas para amenizar os efeitos da inadimplência

A falta de pagamento de aluguel por parte dos condôminos pode dificultar a gestão dos síndicos. Falta de dinheiro em caixa para realizar obras emergenciais e pagar funcionários do condomínio são só alguns problemas causados pela inadimplência.

Se seu condomínio sofre com essa situação, confira cinco dicas para amenizar os efeitos da inadimplência:

Criação de fundo de reserva

O fundo de reserva é a maneira mais tradicional de arrecadar dinheiro para despesas emergenciais do condomínio. Nesses casos, um percentual da taxa condominial deve ter diretamente reservada no fundo. Essa porcentagem, que normalmente varia de 5% a 10%, deve ser estabelecida em assembleia e constar na convenção do condomínio.

O dinheiro disponível no fundo de reserva deve ser usado para garantir o bom funcionamento do condomínio em casos de despesas emergenciais ou grandes obras e reformas. 

Criação de um fundo de prevenção à inadimplência

Se o problema de inadimplência é constante em seu condomínio, a criação de um fundo específico pode ajudar a minimizar os impactos da falta de pagamento. 

Diferente do fundo de reserva, que é retirado diretamente da taxa do condomínio, qualquer outro fundo implica em aumento do valor a ser pago pelos moradores. Por isso, deve ser discutido em assembleia, ordinária ou extraordinária, a fim de evitar mais inadimplência. 

Cobrança eficiente dos condôminos inadimplentes

Cobrar condôminos inadimplentes pode ser uma tarefa desagradável para muitos síndicos. Se o morador já foi notificado de diversas maneiras e o pagamento não for feito dentro de três meses, prefira contratar serviços de cobrança especializada. Assim, evita-se situações constrangedoras e que possam criar tensões entre síndicos e condôminos.

Convocação de assembleias 

Todo e qualquer aumento nas taxas condominiais deve ser discutido em assembleia e notificado para todos os moradores e proprietários. O Código Civil afirma que a previsão orçamentária anual precisa ser votada em assembleia ordinária e, por isso, mudanças de orçamento necessitam ser submetidos à aprovação da maioria dos condôminos.

Contratação de uma garantidora

Uma das maneiras mais eficientes de amenizar os efeitos da inadimplência é com a contratação dos serviços de uma garantidora.

A Garante Deodoro assegura o repasse integral da receita do seu condomínio, independente do pagamento das taxas condominiais por parte dos moradores. Além disso, também realizamos a cobrança de inadimplentes, tirando essa função do síndico. 

Conheça todos os nossos serviços para a gestão financeira do seu condomínio e acabe com os problemas causados pela inadimplência! 

Categorias
Dia a Dia

Assembleias: qual o quórum necessário para cada assunto?

O quórum nada mais é do que o número mínimo de votantes necessários para que as decisões de uma assembleia possam ser válidas. Para cada assunto relacionado ao condomínio, existe uma quantidade de votos exigida para sua aprovação.

Confira abaixo os principais temas discutidos em assembleias de condomínio e o quórum mínimo de cada um:

Obras: para cada tipo de obra existe um quórum diferente. Para as voluptuárias, a votação requerida é de 2/3 de todos os condôminos; para as úteis e necessárias, é a maioria do todo.

Alterações na convenção: para alterar as normas internas do condomínio, ou seja, sua convenção, é necessário um quórum de 2/3 de todos os moradores.

Destituição do síndico: essa é uma assembleia que costuma ser convocada pelos moradores, necessitando de 1/4 destes para que seja feita. A votação mínima é da maioria dos presentes.

Aprovação de contas: na primeira convocação, o quórum deve ser de metade do todo, já na segunda, passa a ser livre. A votação necessária é da maioria dos presentes na assembleia.

Aumento da taxa condominial: funciona da mesma maneira que a aprovação de contas.

Eleição de síndico: funciona da mesma maneira que a aprovação de contas e do aumento da taxa condominial.

Alguma dúvida? Entre em contato conosco! Estamos preparados para resolver todos os problemas do seu condomínio.